Seringueiro e artesão concorre a prêmio internacional por trabalho sustentável com látex

“A gente levanta cedinho e vai para dentro da floresta cortar a seringa e depois colhe. Não usamos máquina alguma, é tudo à mão. Também não usamos nenhuma cola industrial ou costura. Colamos todas as peças com água – a água que a gente bebe mesmo”.

Esta é uma parte da história de vida do seringueiro e artesão acreano José Rodrigues de Araújo, conhecido como Dr. Borracha.

História essa que pode ser a melhor entre as 100 histórias de trabalho sustentável do  Green Destination Story Award, uma organização composta por associações de turismo do mundo todo e que promove um concurso internacional como uma forma de incentivar iniciativas como as do Dr. Borracha.

Os vencedores serão conhecidos no dia 07 de março, na Alemanha, durante a ITB Berlin 2023, uma importante feira de turismo da Europa.

Imagem: Reprodução/Portal da Indústria

Bolsas, sapatos, objetos de decoração, tudo sustentável feito com látex

Rodrigues é filho e neto de seringueiros. Até 2004, ele e a família fabricavam somente a borracha, material com o qual aprendeu a trabalhar aos oito anos de idade.

Foi quando fizeram um curso no Laboratório de Tecnologia Química (Lateq) da Universidade de Brasília (UnB) no qual aprenderam a criar produtos a partir do látex, por meio de uma técnica que se chama Folha Semi Artefato.

A partir daí, ele começou a fazer produtos variados, extraindo o látex e produzindo todos os objetos de maneira artesanal.

Hoje, o seringueiro é coordenador de um grupo de oito artesãos que vende peças em todo o Brasil, participando de feiras e eventos. O grupo, que trabalha em formato de cooperativa, tem a capacidade de produção de mais de 400 peças mensalmente.

O trabalho deles vem sendo cada vez mais reconhecido. José Rodrigues já apareceu em programas de televisão como o do Faustão e já levou suas peças para uma feira em Milão, cidade italiana conhecida como “capital da moda”, um lugar que costuma ditar tendências e estilo para todos os demais países do mundo.

Agora, o seringueiro acreano tem a chance de ganhar um prêmio internacional e mostrar o quanto a capacitação somada à criatividade e a vontade de preservar a floresta pode resultar em um trabalho ambientalmente responsável e inspirador.

Para ficar sempre por dentro do mercado da borracha natural, continue acompanhando o blog da Rubberline!

Com informações do Portal da Indústria

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *