Concreto verde: mais leve, econômico e dá novo destino aos pneus que seriam descartados

Os engenheiros da RMIT University, em Melbourne, na Austrália,  descobriram que a borracha de pneus descartados podem substituir 100% dos materiais convencionais usados na fabricação do concreto, pois atende todos os códigos da construção, prometendo dar um impulso na economia.

Segundo a equipe responsável pelo projeto, o concreto é mais leve e pode reduzir os custos de transporte e fabricação, por meio do uso da borracha dos pneus que já foram descartados no lugar de cascalho e brita.

Além do mais, já é possível usar pequenas quantidades de partículas de borracha na substituição de alguns agregados, sem prejudicar a qualidade do concreto.

Concreto verde: mais leve, econômico e dá novo destino aos pneus que seriam descartados

Imagem: Mohammad Islam/RMIT

Segundo o estudo publicado na revista Resources, Conservation and Recycling, o autor principal, o Ph.D Mohammad Momeen Ul Islam, pesquisador da Escola de Engenharia da Universidade RMIT, de acordo com as suas descobertas a teoria popular foi desbancada sobre o que pode ser alcançado com partículas de borracha reciclada em concreto.

“Demonstramos com nosso método preciso de moldagem que essa limitação percebida durante décadas no uso de grandes quantidades de partículas grossas de borracha no concreto pode agora ser superada”, disse Islam.

Com materiais de construção mais leves, ecológico e barato, o co-autor do estudo e líder da equipe, professor Jie Li, disse que todo o seu processo de fabricação de concreto só traz benefícios econômicos e ambientais.

“Como a maior parte do concreto típico é agregado graúdo, substituir tudo isso por borracha de pneu usada pode reduzir significativamente o consumo de recursos naturais e também abordar o grande desafio ambiental do que fazer com pneus usados”, disse ele.

A segunda vantagem do concreto é a redução de custos de transporte e fabricação.

“Isso beneficiaria uma série de desenvolvimentos, incluindo projetos habitacionais de baixo custo em áreas rurais e remotas da Austrália e outros países ao redor do mundo”, explica Li.

Seus próximos passos

Depois de realizar testes bem-sucedidos na oficina, a equipe estará analisando o reforço do concreto para funcionar com elementos estruturais, e com o novo processo de fabricação da equipe ele poderá ser ampliado de forma econômica em um ambiente de concreto pré-moldado na Austrália e no exterior.

Continue ligado aqui em nosso blog e fique por dentro de mais informações e novidades sobre o universo da borracha.

Com informações CicloVivo

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *