Como o Big Data pode melhorar a produtividade de seringueiras

A Bridgestone Corporation fez um anúncio importante recentemente que pode colaborar diretamente na produtividade de seringueiras. A companhia desenvolveu um sistema de otimização para o processo de plantação das seringueiras, na qual utiliza Big Data para aumentar a produtividade.

É importante destacar que, atualmente, as fazendas produtoras de borracha plantam diferentes clones de árvores em vastas áreas. Além disso, enfrentam diversos problemas de manejo, principalmente no processo de otimizar o número de árvores em uma área de plantio e procedimentos de colheita.

Portanto, o novo sistema busca um plano de plantio ideal para os próximos 30 anos. A ideia visa melhorar e estabilizar o rendimento da plantação como um todo. Ainda, vale destacar, que o sistema aprimorado contribuirá diretamente para o suprimento sustentável e estável de borracha natural.

Ou seja, a empresa define materiais sustentáveis ​​com recursos o suficientes para o fornecimento contínuo garantido. Estes podem ser usados ​​como parte do negócio a longo prazo e garantem um baixo impacto ambiental e social ao longo de seu ciclo de vida, desde a aquisição até o descarte.

Funcionamento da tecnologia para a produtividade das seringueiras

O novo sistema emprega um modelo matemático no qual incorpora uma infinidade de fatores, incluindo saúde do solo, gerenciamento de doenças e potencial de clonagem. O modelo final tem como base a experiência em gerenciamento de fazendas de borracha da Bridgestone.

Para alcançar a visão da empresa, a companhia definiu uma nova meta ambiental de médio prazo. A mesma tem o objetivo de, até 2030, promover ainda mais os desafios do “desacoplamento” do crescimento de seus negócios ao impacto ambiental e aumento do consumo de recursos.

Funcionamento da tecnologia. Imagem: Reprodução/Bridgestone

As soluções oferecidas pela empresa garantem a inovação necessária para contribuir para um transporte mais seguro, bem como reduzir ainda mais o impacto da extração sobre o meio ambiente.

Por isso, a companhia ainda estuda como diversificar e expandir suas fontes de borracha natural. Uma das suas pesquisas mais aprofundadas está no desenvolvimento voltados para a melhoria da eficiência na produção da borracha natural derivada da seringueira.

Além disso, a companhia está movimentando o mercado em busca de apoiar as atividades empresariais sustentáveis, sobretudo, as que envolvem a produtividade de seringueiras e a borracha natural.

Big Data para implementar o plantio ideal para maior rendimento

Utilizando este modelo destacado em conjunto com as projeções de produção derivadas de dados de fazendas de seringueiras, o resultado tende a ser surpreendente.

Isso porque o sistema usa uma abordagem de programação inteira mista. Nesta pode-se derivar uma solução em que clones de árvores devem ser plantados quando, onde e em que quantidade para manter uma alta produtividade de seringueiras.

No futuro, a Bridgestone pretende personalizar ainda mais o sistema antes de oferecê-lo para uso. O objetivo principal é contribuir para um fornecimento global sustentável e estável de borracha natural.

Em 2050, estima-se que a população global atingirá 9,6 bilhões de pessoas, enquanto o número de automóveis próprios ultrapassará 2,4 bilhões. Em consequência, espera-se que a quantidade de materiais específicos para a produção de pneus aumente.

Enquanto isso, continuam os esforços em busca de separar o crescimento econômico dos impactos ambientais, conforme indicado nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.

Com informações da Revista Borracha Natural e Bridgestone.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *