Borrachas sintéticas: conheça o processo de fabricação

Você sabe como são feitas as borrachas sintéticas?

Bem, a borracha sintética é feita a partir da polimerização (são chamadas de polímeros, moléculas que podem ser formadas por outras maiores). Ao todo, elas são compostas a partir da mistura de sua matéria-prima básica com outros aditivos químicos.

Além disso, destaca-se pela sua característica e capacidade de retornar a forma original, quando submetida a um grande esforço físico ou deformação da borracha. Portanto, são materiais com grande elasticidade e detentores da capacidade de voltar à forma original sem danos.

Veja a seguir como elas são fabricadas. Confira!

Borrachas sintéticas: conheça o processo de fabricação

Imagem: Canva

Como as borrachas sintéticas são fabricadas?

As borrachas sintéticas foram criadas no início do século XX por cientistas americanos e alemães. A borracha tem como componentes os copolímeros Estireno e Butadieno.

Sua criação veio da necessidade de criar um material similar a borracha natural, para ser submetido à vulcanização, e o principal, com um melhor custo benefício. A efeitos de curiosidade, a primeira borracha fabricada foi a SBR –  elastômero de estireno-butadieno.

Mas a seguir vamos conferir como é feita a fabricação da borracha sintética cujo processo se divide em quatro etapas!

1. Mistura das matérias-primas

O primeiro passo se inicia a partir da mistura da matéria-prima base (borracha natural ou sintética) e seus aditivos químicos, que são como agentes de vulcanização como o enxofre. Assim, eles são aceleradores da reação da vulcanização, cargas minerais, pigmentos e outros produtos.

2. Moldagem da massa

Nesta etapa é o processo para dar forma necessária à aplicação por meio de um extrusão, prensagem ou injeção.

3. Vulcanização

A vulcanização é um processo de aplicação de calor e pressão sobre a massa de borracha que confere sua elasticidade.

E por ser um processo ocorrido a uma temperatura entre 150°C e 180°C, que passa do seu estado atual no plástico para o elástico, adquire características de elasticidade, dureza e resistência mecânica.

4. Acabamento

O acabamento varia de acordo com cada processo e fabricante, mas na Rubberline valorizamos um acabamento em cada parte do seu desenvolvimento.

Além de índices de não-conformidade inferiores a 0,02%, é extremamente importante seus perfis passarem por um verificação manual antes de serem acomodados em embalagens diferenciadas e entregues aos seus clientes.

Se você tem dúvidas sobre cada processo, a Rubberline traz as melhores soluções ao seu negócio, aumentando a produtividade dos funcionários com treinamentos e cursos durante todo o processo.

Além disso, prestamos toda a assessoria na escolha do fornecedor e em todas as etapas do processo produtivo das borrachas.

Deseja saber mais informações, entre em contato com a nossa equipe, será um prazer te atender! Ou acesse o nosso site https://www.rubberline.com.br

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *